Status

capitulo 1 – Vai com calma TINDERela

Tédio. Tudo que eu não suporto, meus dedos chegam adormecer de tanto deslizar a tela do celular pra lá e pra cá, que vidinha sem graça essa minha. Estava de ferias da faculdade então dava um tempinho para “não fazer nada”.

De repente me aparece um Nova Iorquino usando de um vocabulário absurdo para me deixar de boca aberta e pelinhos da espinha arrepiados. De primeiro ele achou que meu perfil era um fake, e mencionava minha pessoa de “criadores de Rachel”, eu não sabia se eu ria ou chorava, aliás, eu também não sabia se aquele perfil era verdadeiro ou não, enfim , resolvi responder com um “oi” bem fuleiro da minha parte.

Rachel : -Olá, caso eu perca meu sapatinho por aí, me mande uma mensagem no WhatsApp +5511…

As vezes eu me pergunto, que loucura é essa da minha cabeça de achar que eu sou a Cinderela? eu nem sou uma loira branquela que gosta de azul, ou muito menos sei cantar,chego tremer o vidro do boxe quando começo com minha total incapacidade de ficar com a boca fechada enquanto a água cai, acho que o máximo que posso comparar é meu tamanho de calçado 34 né. Que bobagem, o sapatinho nem tinha um número.

Fred: Olá princesa, aqui é o Fred do Tinder, eu nem acredito que me tornei isso para alguém, mas cá estou eu, e ainda bem que é para você..

Fred me mandou essa mensagem em áudio, e a voz dele soa na minha mente até hoje, sinceramente, apaixonante. Quando você não conhece uma pessoa pessoalmente ,mas escuta sua voz é como ela estivesse com você, e o Fred sabia como fazer meus pelinhos da espinha se arrepiarem.

Ele era um workaholic, um homem excepcional, bem mais velho que eu e sinceramente era uma montanha-russa de sentimentos nos quais ele me colocava com total ousadia de perguntar se eu queria estar ali, apenas acontecia, sem virgulas pensadas, estrofes planejadas ou frases feitas, apenas acontecia, até que chegou as reticências, ah , e essas doeram. não teve um pra sempre, aliás essa é uma palavra profunda de mais para usar com pessoas superficiais.

De repente o sempre não é mais pra sempre, e paixão não é amor, e um dia a gente cansa de promessas batidas e repetidas, e se tem uma coisa que eu perdi vontade nessa vida, foi cultivar expectativas, agradeço ao Rapha por isso. Amor é mar, não se contente com só quer molhar os pés. Quanto menos rotina mais vivência.

Eu e o Fred não demos certo, o tempo dele brigou com o meu, e não era essa a intenção, certo que só o tempo é capaz de intender um grande amor, e o carinho , a cumplicidade deve continuar do mesmo jeito. Ainda me lembro como aqueles olhos verdes me diziam muitas coisas, mas tive a lição que nem sempre ter razão é a coisa mais importante

Então vamos lá, deixa para lá. Apenas deixe acontecer. Deixe o vento levar, da mesma forma que trouxe, eu já havia quase me esquecido  que nasci no outono, folhas vem e vão, verdinhas, amarelinhas, vermelhinhas , e simplesmente sequinhas, uso no diminutivo pra me mostrar como amores de um deslizar de tela vem e vão. A diferença é que eu tenho a escolha deles irem para a direita ou para a esquerda, as folhas não. O que me conquista na verdade são atitudes, palavras, valores em um monte de coisas simples cujo o verdadeiro valor a gente só descobre quando apende ser leve.

E se for lucido o suficiente, loucure- se

Me desculpe, mas é isso mesmo, eu chego por inteira. Não é uma tentativa confiante de chegar e encostar minha vida na tua, mas talvez seja um turbilhão de vontade de sermos um só. Eu não sou metade, nunca. Quando vou, não deixo nenhuma parte de mim pra trás… Vem tudo. Vem meu passado, meu presente e meu futuro. E junto a minha constante ansiedade de ser feliz e meu compromisso em seguir o que meu coração insiste em sentir.

Sabe, a pessoa certa não é eterna, muitas pessoas certas passam por nossas vidas e são certas por determinado tempo e só por aquele tempo, mas isso é metade, e da metade do que seria perfeito pra minha laranja, e eu já disse que nem gosto de laranja?.

Dessa vez ele tem gênio forte, um aroma singular e um caráter de tirar o fôlego. É aquele alguém a quem eu confio minhas dúvidas e compartilho meus desejos. Com quem eu posso ser eu mesma de bom ou mau humor, alguém com quem eu faço dieta e também gordices. Alguém com quem eu entro a um restaurante as 00:00 para comer comidas que ganham prêmios culinários junto com a dog, e ao amanhecer acordo em seus braços.

Costumo me confundir se é impensado demais me entregar assim, quase que sem virgulas e pontos pra discutir. Mas quando enxergo os amores de hoje, com compromissos falhos, promessas que não existem e amor que não resiste, eu insisto em ser assim. Na verdade não insisto, eu sou. Mas não me confunda com essas passagens rápidas e intensas que acontecem, uma maneira quase clichê que as pessoas usam pra se definirem entregues. Eu não chego de passagem.

Não, não é o homem perfeito, até porque eu não tenho saco para perfeitinhos. Aliás, até agora não fez questão alguma de esconder seus defeitos, talvez até em uma tentativa inconsciente de me afastar ou testar minhas habilidades. Não sei. O curioso é que ao lidar com suas falhas me fiz melhor e coloquei à prova teorias que eu mesma questionava.

Chego com muitas reticências, mas nada que me impeça  de seguir. Apenas gosto de permanecer humana, com meus medos e desejos, sem esconder, sem negar… Perfeito é o ato imperfeito de amar. E chegar chegando nada tem a ver em chegar com todos os planos feitos, elaborados e prontos pra executar… Tem a ver com o fato de não importar nem um pouco quantas reticencias e eu você carregamos. Se nos chegarmos por inteiro, vai ser difícil não seguirmos amando.

Eu não sei por quanto tempo ele estará aqui. Porém, nesse momento ele é a pessoa certa no lugar certo e sou grata por isso. Nunca dramatizei a vida iludindo-me com “para sempre”, será eterno enquanto durar, já dizia Vinícius. Em vez de lamentar o fim, agradeço pelo presente.

Um dia de cada vez, hoje estou em equilíbrio com meus sentimentos. Meu coração é meu guia enquanto minha mente faz a vida dar certo. Eu escolhi acertar. Enxergo os fatos da maneira que me convém, que me faz bem. Eu te quero bem, pro meu próprio bem , não que eu acredite muito que sou romântica ou que encontrei meu príncipe encantado mas a vida é assim, se for lúcido o suficiente, loucure- se.

 

Citação

Você nunca entendeu meu jeito torto de explicar meus sentimentos

 -Alô?
” Sua mensagem está sando encaminhada para caixa postal, após o sinal deixe sua mensagem, tuuuuu”
-Merda, de novo!
-Sabe, eu presumo que você não escute nenhum recado da sua secretária eletrônica porque acha que sua operadora já rouba seus créditos o suficiente no 3G pra falar comigo pelo WhatsApp, mas você bem que podia escutar isso ao saber que o número que te deixou a mensagem é o meu, logo sabendo o quão dramática sou, dona de vírgulas reticencias e pontinhos mais desajeitados que você já conheceu. O que eu quero dizer é que.. Bom, eu nem sei o que dizer. Nem sei o porque estou insistindo em me contentar com sua caixa postal, se nem atender você atende, e porque eu estou te ligando mesmo?, bem diz minha mãe que cada louco tem suas manias, e que mania mais sem sal e sem açúcar a minha, não?.
Estou tentando, mas é impossível transbordar sentimentos onde não me é permitido mais que 5 minutos com você, eu não posso controlar seu tempo, claro , não sou ‘Senhor do tempo‘ pra isso, mas preciso de mais, estou gritando, você não percebe?, que tipo de amor é esse que sou pra você ?, porque sério, isso não é amor, e comparando com qualquer outra coisa prefiro que você me chame pelo meu nome, e aliás ontem você fez isso naquela mensagem fria que me mandou,dizendo que eu não tinha “o direito de não te responder, e subestimar o seu tempo que justamente  estava planejado a outros compromissos “, fiquei paralisada por minutos olhando na tela do celular.
Quem é você para saber o que é direitos e deveres quando você existe dentro de uma bolha onde você é um Workaholic, e o resto a sua volta precisa do seu trabalho pro Sol se por, a Lua escolher entre ser Cheia ou Minguante ou até mesmo quando você tem “tempo” pra me responder ou não.
De primeiro momento eu achei que era você, sim você, sua voz entrava pelos meus ouvidos quando a vez era do vento naqueles dias de outono , me deixou encantada com sua “energia” avassaladora, e de repente…um curto circuito.
Que estrago meu bem, achei que você era o tal mestre dos efeitos especias, podia melhorar um pouquinho meus efeitos visuais sobre você , e sobre o que fez com “a gente”, afinal, sempre dizem que o que os olhos não vêem o coração não sente.
A real é que você nunca entendeu meu jeito torto de explicar meus sentimentos e eu não podia mais caminhar desse jeito. Meus pés estavam cansados, precisavam de uma história produzida por nós dois sem roteiro pensado, e eu vi que nunca poderia existir um “na alegria e na tristeza” com você, então quero que saiba que nãofoi perfeito o que tivemos“, foi apenas mais uma das minhas folhas rabiscadas com um caneta de formato deslumbrante de você, mas com falta de tinta o suficiente pra continuar escrevendo.
“Mensagem gravada com sucesso. Para enviar, tecle 1. Para apagar, tecle 2.”
 “2”
 
“Mensagem apagada.” 
“tu, tu, tu, tu, tu, tu…”

Já passou da hora de você ir

Acho bem fofo, essas suas mensagens intermináveis destinadas a mim, e também acho uma gracinha a maneira como você fala de mim para seus amigos, e como eles insistem em que você fale comigo, porque na verdade eles não sabiam quem eu era, mas agora eles sabem quem eu sou, mas sua vez passou amor.

Mas deixa eu te impedir agora, porque você sabe que eu trabalho com alta voltagem e sério, não estou afim de humilhar ninguém, então antes que saia alguma merda dessa boca, minha resposta é não, para o meu telefone, para o meu e-mail, para minha caixa de correio, para sua presença , para você entrar no meu coração e simplesmente não para essa conversinha puxada sem qualquer oração, verso, nexo, verbo, substantivo, vindos do coração.

Eu deveria entrar com uma ação de danos morais e estéticos contra você , por todo prejuízo que causou ao meu coração , por que antes de te conhecer eu era linda, tinha um cabelo cheio de vida, umas unhas perfeitas e fortes, uma pele sem um imperfeição, e pior, nenhuma celulite, agora? bom, tenho até estria se você quer saber, de tanto refrigerante e porcarias que comi com a intenção de ter algum prazer no meio daquela turbulência de sentimentos.

E você ainda acha que eu vou acreditar em alguma palavra sequer?, tipo, você falar que sou linda, que não me pareço com mais nenhuma, que sou atenciosa, carinhosa, e blá, blá, blá , ah me poupe.

Eu não acho que é errado brincar com o coração dos outros, ou até mesmo estraçalhar esse coração em pedaços, deixá-lo cheio de mágoa e dor. e também não acho errado você ir se divertir e me deixar sozinha com um pote de sorvete chorando por você, também não acho errado você ser o responsável por encher meu rosto de olheiras e espinhas, eu não acho . Eu tenho certeza.

Então já passou da hora de você ir embora, porque eu estou linda, cuidando de mim, te deixando de boca aberta mesmo, e se você continuar eu vou morder meus lábios nas fotos e rir como como ninguém dessa sua vontade de amar o que você perdeu.

21ª Outono

Ah Outono, você chegou outra vez, sim, e você é a estação mais gostosa do ano, e o melhor presente que eu poderia ter todos os anos. Afinal, quem é que não gosta de um solzinho durante  dia e pra dormir o frio característico da estação?.

Certo como as folhas secas que caem no outono é o meu jeito errado de amar. Outono passado por exemplo, conheci o motivo dos meus textos, que clichê, bem no meu aniversário ele apareceu como um “presente”, graças a Deus ele se foi no verão, tá vendo como erramos ao amar, e amamos bem quando a gente errar.

O vento gélido que sopra no meu peito hoje, varrendo no meu coração folhas secas e típicas do outono, em seus vários tons de amarelo, marrom, verde, laranja e vermelho, que parecem formar desenhos com a dança quem fazem sob a regência do vento, como “as quatro estações de Vivaldi” que a gente sente mais não vê.

Sabe que daqui do meu mundinho eu vejo as folhas subindo e rodopiando no ar cada uma com uma história, e graciosamente caem ao chão, para que assim, haja possibilidade de nascer outros sentimentos.

O que aconteceu foi que acumulei amor no outono anterior, inverno, primavera, verão e acabei despejando sobre ele neste ultimo outono. Ele não entendeu, e se atolou naquela profusão de sentimentos, sufocado com a minha torrencial vontade de bem-me-quer e mal-me-quer, tal como as árvores sufocam as flores, a grama e o que estiver por baixo, já que cai de uma só vez. Que decepção. Mas fazer o que, amor é como a chuva no outono, cai de fininho, quietinha, mas faz transbordar.

Entretanto, há um momento em que nossas árvores cansam de derrubar as mesmas folhas, coisa de rotina sabe e no mesmo solo, por perceber que esse solo de nada nos oferece.
E tão certo como as folhas caem no outono, elas florescem na primavera, e eu estou pronta para novos ares e novas terras.
Mas eu nunca vou deixar meu gramado sem as folhas de uma árvore da vida, porque vai ser ela que vai fertilizar tudo ao meu redor.

Seja Bem-Vindo 21ª Outono. Seja Bem-Vindo 21 anos.

 

 

 

Oi salafrário

! VOCÊ POSSUI UMA NOVA MENSAGEM.

SALAFRÁRIO : Oi
Você: Olá
SALAFRÁRIO: Como você está?
Você: Quer saber mesmo?

Estou óóóóóótima, mais linda, magéerrima, superada e maravilhosa! Mesmo depois de tudo o que você me fez passar, totalmente humilhada, quebrada, como um caco.

Dos sofrimentos daquelas noites em claro, que não dormi olhando as estrelas pela janela deitada na minha cama, totalmente descabelada abarrotada de dor e tristeza, meu Deus que desilusão.

Daquela minha máscara de cílios borrada pelo meu rosto, por conta daquelas lágrimas salgadas que eu derramei por você, enquanto você se divertia e nem lembrava que eu existia com algum tipo daquele que você considera “um muherão”. Você lá sabe quanto eu gasto em rímel por mês querido?, não tinha esse direito.

Das humilhações que me fez passar perante a família, os amigos, que eu tenho, porque os que você tem eu nunca os conheci por pura lógica da sua parte de não “misturar as coisas” , alias , acho que você sempre teve um mapa com xizinhos indicando onde mais te agrada estar.

Falando nisso, não podemos esquecer dos galhos enormes que você me presenteou, com aquelas vacas vagabundas,que você brilhantemente possui em cada cidade que você anda, com essa sua cara de cachorro abandonado. Tendo em vista minha cara de “princesinha ingenua” que ainda você não tinha para a coleção.

E também de  perder uns 5 quilos por causa de você, como se você fosse algum alimento para eu viver. Fala sério, você nunca iria se comparar a uma travessa de lasanha, ou até mesmo um pão com ovo frito queimado amassado.

E por fim , ter perdido a oportunidade de ter ficado com outra pessoa, por má escolha de permitir a mim mesma um traste como você, totalmente hipnotizada por aqueles seu olhos .

Mas, ESTOU MUITO FELIZ AGORA, isso mesmo, estou completamente feliz por ter me livrado de um bundão, idiota e safado salafrário como você.

Sabe o que é,estou ocupada investindo meu tempo em quem é recíproco de corpo e alma. Você é livre para ficar ou para partir, só não fica aí na porta indeciso atrapalhando a porra do fluxo, a vida segue, decida-se se você vai ou fica porque tô sem tempo pra indecisões!.

Beijos carinhosos.

PS:espero que não precise de “Rivotril” pra dormir.

 

 

A gente precisa é se amar muito

Hoje distribui espelhos pela cidade, por todas as vezes que você estragou  meu dia, e também por todas as vezes que me evitou nos seus dias por reflexos alheios. Você acha que estou chorando sozinha?, bem, na verdade acabei de sair do salão de beleza, então você já pode saber que não merece o tempo que passo aplicando máscara para cílios. A questão é a de molduras boas não salvar quadros ruins.

Escrevo cartas em formato de textos, não para as pessoas pensarem que ainda me importo com você, aliás eu não me importo mesmo, importância a gente se da a quem é importante, e eu sou importante meu bem, e estou superando muito bem essa vida desapegada dessa espécie de você, você deveria saber disso, e então eu bem satisfeita ficaria com os três tapas que minhas palavras dariam nessa sua cara.

Eu não gosto de admitir meus erros, mas sei que estive muito tempo focada nos meus livros, no meu trabalho, e você se aproveitou disso, e eu tola nem percebi o que estava acontecendo, um príncipe fisicamente mas mentalmente um homem frio e calculista, seria mesmo um erro meu?, é claro, cada um tem o que merece na medida do tempo que a gente dedica a cada coisa. Mas sabe, agora estou melhor dormindo sem seus “boa noite” e acordando mais linda sem seus “bom dia”.

A gente precisa é se amar mais, a cada piscar de olhos, aparência não define caráter, nem personalidade, mas define uma coisinha chamada bom gosto, e nisso se encaixa o ditado “as aparências enganam”, e quem se enganou foi eu, de não ter seu reflexo de transparência e achar que podia vê-lo por dentro por aqueles seus olhos que me tiraram o sono por diversas noites, e agora?, vejo o quão lindo é olhar para mim mesma e sentir o que é o amor.

Lembro-me muito bem da sua especialidade em ser o que não era e achar isso engraçado, ei querido, é extremamente de mau gosto da sua parte de ter um carro novo, apartamento novo e não dormir a noite porque não tem dinheiro para pagar.

Gostaria que os outros vissem que bonito mesmo é quem sabe sair de uma queda com a cabeça erguida e saber voltar atrás e ter coragem de seguir em frente, se sentir bem e subir três lances de escadas sem perder o folego. Amor é paixão com continuação, e continuo apaixonada por mim, nessa cidade de espelhos espalhados com um infinito de reflexos de beleza que eu tenho por dentro e por fora.