Eu queria ficar com você, mas resolvi ficar comigo

Então ta né, parecia legal todo mundo ter um relacionamento sério menos eu, ate eu brigar com ele!. Mas aquilo me sufocava então chega disso! Chega de coisas sem compromisso!.Eu tive a mísera ideia de achar que eu poderia mudá-lo , mas foi uma completa tolice.

É claro que eu gostava dele junto a mim, por isso foi tão difícil abrir mão e ir atras do meu caminho. Tentava me convencer de que ele só estava cansado da sua vida de viajar sempre, e de não poder dar a atenção de que eu merecia, mas que logo ia se dar conta do que sentia por mim e então viria ate mim arrependido pedindo mais uma vez desculpas e uma chance eu daria, embora eu já desse mesmo sem que ele pedisse, eu só podia estar louca.
A boca fala do que o coração está cheio! E  tudo que eu conseguia ouvir daquela boca, eram doces e vazias palavras sobre nada…porque em nada significava e nada importavam. Eu estava tão lunática que tive uma parada cardíaca, por ajudar a ele a provar o que não tinha aprovação.Porque fui eu quem deixei ele entrar! Acreditando que seriamos só amigos, com uma conversa de namoro só depois da faculdade, mais e o amor, e o sentimento? quando iria acontecer? Eu nem estava indo bem na faculdade, então se eu não continuasse ele terminaria aquilo que na verdade nem começou?. Eu teria decidido desde que o conheci, que mesmo que ele não fosse o cara certo eu iria transformá-lo no cara pra mim, embrigada por uma ilusão surgida do além.
Criava desculpas para os seus erros, mesmo que ele nem se importasse de ter me feito sofrer. Olhando pra essa fase da minha vida, eu sinto pena de mim, que otária, eu me iludia sozinha só pra não ter que admitir que ele nunca quis que fossemos de verdade. Eu demorei pra perceber que quando minhas amigas falavam que eu  tava abrindo mão de mim pra escrever sozinha a nossa história, e eu estava tendo que me deixar de lado pra não deixá-lo “sozinho”, elas estavam completamente certas e isso me deixa um caco agora, porque nem elas eu tenho para desabafar essa agonia que eu estou, tipo quando me aplicam ‘Plasil” na veia, e da uma vontade louca de explodir, sair correndo, sei lá.
Eu não estava querendo que você sentisse minha falta e nem viesse correndo atrás de mim com um buquê de flores e chocolates, mas resolvi sumir não por uma tentativa desesperada de joguinho para você me mandar um oi ,mas, sim, de me salvar dessa cópia carbonada de príncipe encantado que é você.
Por mais doloroso que tenha sido ir embora desse jardim de flores superficiais e sem perfume, e por mais que eu quisesse que aquilo desse certo, eu fiz o que precisava fazer, eu afastei de mim tudo o que me lembra você pra não correr o risco de continuar parada no tempo, porque o meu relógio biológico não estava nas mãos do Senhor do tempo, mas agora está,parei com os textos e as frases feitas e a esperança de que você pudesse ter  alimentado algum sentimento por mim como eu alimentava por você.
Eu não apaguei seus olhos verdes da minha mente, das minhas lembranças e até do meu celular, mas apaguei as nossas chances, resolvi amadurecer e entender que por mais que eu gostasse dos nossos abraços, beijos, e sua respiração próximo ao meu ouvido, sabendo que eu estava com você mas eu não tinha você, eu gostava muito de nós, percebi que já tinha passado da hora de começar a gostar mais de quem estou vendo no espelho agora, e sinceramente eu queria tanto ficar com você, mas não sinto mais isso, porque pensando bem, você foi a melhor coisa que eu nunca tive.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s