Totalmente arrumada, mas com o coração bagunçado

E foram felizes para sempre. Opa, calma lá amiga, esse não era para ser o final da história?, – talvez. Sempre tive a ideia de que novos parágrafos precisam de pontos finais pra que existam, e assim a história pode continuar.

Acordei em um novo dia mas não estou vendo nada de novo perto de mim, pego meu celular e abro o Instagram e vejo as mesmas caras, vou para o Twiter e vejo os mesmos pontos de vista, logo no FaceBook tudo é perfeito e está tudo bem, e as pessoas apenas estão engolindo suas mentiras e deixando suas emoções desaparecer, mas meu coração vai ficar quieto, eu sinto uma mudança, e lá vem meu coração de novo (Ele sempre da o que falar).

Ultimamente ando de cabeça baixa, mas não consigo me esconder com esse salto alto aqui no centro das atenções (da minha irônica imaginação é claro) cheio de gente vivendo de várias formas e conteúdos, mas é em você que estou pensando, totalmente arrumada mas com o coração bagunçado, psicopata ou idiota? – Deixa a reposta para outro dia né querida.

Sabe, eu deveria ser mais clinica e dizer para mim mesma que não está tudo bem, porque as mesmas coisas que eu escolhi, são as mesmas coisas que eu possuo. As mesmas coisas que eu construo, são as mesmas que me matam, e os mesmos que me elogiam, são os mesmos que me odeiam, vida complicada viu.

Engraçado como tudo passa ao meu redor, porque os mesmos que me evitam, são os mesmos que me amam. As mesmas palavras que me quebram, são as mesmas palavras que formam minhas decisões. As mesmas regras que me cegam, são as mesmas regras que me guiam.

Não sei porque o espanto mas eu bem sei que nos dias de hoje algumas pessoas não vivem por um coração batendo muito menos pelo oxigênio que nos faz ter folego de vida. Mas o papo é que a fortuna, a fama e o poder ja tomou conta do tabuleiro, e pessoas estão vivendo só para jogar o jogo , tipo aquelas que pensam que as coisas materias definem o que elas são por dentro. Eu já me senti assim antes. A gente pode ser feliz sem ter ninguém, mas as vezes demora um bocado de tempo pra conseguirmos descobrir isso, mas te digo uma coisa, somos alguém quando somos nós mesmos, aquele papo de “não sei viver sem você” é coisa de quem não sabe o que quer da vida, por que todos nós já fomos separados por um cordão umbilical um dia, então pode ter certeza que se você olhar um pouquinho mais esse reflexo de luz que é você, seu cabelo, sua pele e suas unhas e principalmente seu coração irão agradecer. E se antes você virava a página, agora queime esse livro. Permita-se.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s